Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 22 de Março, 2008

individualidade.jpgUm dia acordamos e deparamos que as pessoas não são como nós!

Cada um de nós tem as suas próprias caractrísticas no que diz respeito à sua personalidade, cada um pensa e age dum modo diferente!

Tudo isto consequência das nossas vivências, que por si só são desiguais.

Contudo, é extremamente dificil compreender as pessoas, pois cada uma delas tem uma forma singular e individual de ser!

Neste mundo há pessoas que vivem na pobreza, mas quando olhamos para elas, esboçam-nos sempre um terno sorriso para nos mostrar que podem não ter nada na vida, mas que têm algo precioso… o sorriso.

Existem pessoas que levam uma vida de sofrimento, mas, no entanto, comunicam connosco sempre duma maneira alegre de modo a esquecerem a sua dor.

Neste mundo vivem pessoas que são incompreendidas, mas são excelentes compreendedoras.

Existem também pessoas duma pureza incalculável, que basta um simples olhar para nos cativar.

Outras pessoas são calmas que por onde passam deixam um pouco da sua pacificidade.

Existem pessoas caridosas que só são felizes dando um pouco de si a quem mais necessita.

Também existem pessoas sofredoras que ainda chamam de «amigo» a quem lhes fez sofrer.

Entre estas, existem infinitas caracteristicas de cada um de nós.

Cada um  é uma individualidade, mas que no seu conjunto formam uma multidão, que no seu plural formam um país, que na sua multiplicação formam um continente, e que na sua totalidade formam um mundo.

E todos unidos podemos mudar este mundo e sermos uns para os outros, e ajudar quem mais precise de uma mão amiga, e assim diminuir a dor de quem  sofre!

Um simples gesto nosso pode fazer diferença na vida de outra pessoa, tal como um sorriso.

Um sorriso pode mudar o dia de uma pessoa que o que ela mais precisava era de receber um sorriso.

E porque não abdicar-mos de uma das nossas características e usassemos no seu lugar…. um sincero sorriso?!

A nossa vida melhorava, e a vida de quem nos visse a sorrir certamente melhorava, pois não há nada mais satisfatório do que receber um sorriso repleto de honestidade!

Infelizmente nesta vida há quem se limite a dar mais valor aos bens materiais e esquecem-se das pessoas. Só quando precisam delas, e elas já lá não estão, é que se começa a dar valor.

Esquecemo-nos dos outros, quando poderiamos ter horas de conversas com alguém, sobre tudo e sobre nada, e no final, quando não houvesse tema de conversa, voltaria-se a falar novamente de tudo e de nada, desde o inicio.

Todas as pessoa têm o seu valor e a sua importância na nossa vida, são elas que ajudam a construir ao que nós chmamos de «a minha vida»… Sem elas essa frase teria outro sentido.. de vazio e solidão.

Há que se ter sempre em mente, que a Felicidade só é possivel se a dividirmos, por isso há que dividi-la com os outros!!

Marta Costa

Read Full Post »

viagemQue dia este!

O Sol parece tímido em aparecer e as nuvens lá no fundo, unidas, teimam em não deixar o Sol esperguiçar-se e estender oa seus luminosos braços e assim nos aquecer.

E eu, enfim, já saturada de estar enclausurada em quatro paredes, que pouco a pouco me vão sufocando e tirando assim a minha juventude!

Bendito o momento em que me passou pela mente a ordem de sair e ver o que de bom tem esta vida, para além destas quatro paredes, que temam em não me deixar respirar.

A minha viagem começou já dentro do meu carro, em que os meus vidros tomam a posição de janelas para o mundo. Mundo este em que as pessoas se «atropelam» e vivem num stress constante e vão morrendo por dentro, por mais que elas se tentem «produzir» para andarem «bem parecidas».

E para quê isto tudo???

Se vivemos sempre com a imensidão de medos que nos atormentam!!!

Se sabemos que a vida é somente umas férias que a morte nos concede, para quê?!

Pois, ninguém tem respostas para estas perguntas, e eu também não!!!

Mas, em contrapartida, tenho o meu lema de vida e de ver as coisas. Simplesmente acho que devemos desfrutar de cada segundo da nossa existência pois não sabemos quando acabará a nossa «viagem» por estes lados.

Até porque hoje em dia há cada vez mais pessoas que possuem o dom maléfico de fazer terminar a vida de outém, e nós, meros mortais sofredores, podemos, infelizmente, ser as próximas vítimas.

E depois???

Depois é tarde! Tarde para viver (ironia), tarde para fazer o que sempre tinhamos desejado fazer, tarde para dizer o que nos faltou dizer, tarde, tarde, tarde demais para tudo o que deixamos pendente até então!

E porquê?

Porque demos prioridade ao que nos faz morrer, ao stress, ao trabalho, aos vícios, a tudo o que não nos trás a Felicidade verdadeira e pura no seu sentido explêndido.

Olha à minha volta e sinto pena das pessoas que não buscam essa tal Felicidade, pois só pensam na sua realização pessoal.

Mas de que lhes serve isso?

De nada…. pois… de nada…

E eu?

Bem, eu não sou desse tipo de pessoa, eu sou viva, e gosto de viver, porque sou feliz!

Não consigo fechar-me num mundo que me possa asfixiar e tirar-me cada segundo que seja, de eu poder sorrir e/ou fazer sorrir quem mais necessite!

Maldição!!!

Neste momento tudo se inclina para que esse tal mundo me asfixie.

Mas eu não irei permitir que isso aconteça, irei sempre lutar e dar a volta por cima!

Lutar livremente como um pássaro que luta contra as mudanças doas ventos para conseguir o seu objectivo, chegar a um porto seguro onde possa ser feliz!

Destino cruel daqueles que não podem lutar, pois nós, seres humanos, ditos seres racionais, através dum acto irracional, achamos que temos nas mãos a vontade de Deus, e de decidir o futuro dos outros, simplesmente lhes retiramos o que nos faz viver em Felicidade, a pena do voo!

É um verdadeiro acto cruel! E é como às vezes me sinto, quando fico fechada em quatro paredes, como que um pássaro a que lhe foi retirada a sua pena mais preciosa, a do voo!

Mas rapidamente tomo a posição de ataque, reúno forças e volto a erguer a cabeça para voltar ao meu ponto alto, o da Felicidade!

Não sei até que ponto as minhas forças irão ser minhas aliadas, mas sei que elas são tão fortes como as ondas do mar, que conseguem derrubar muita coisa e até desgastar rochas!

Não irei parar… pois parar é morrer!

Contudo, ainda tenho muitas batalhas pela frente e só vou parar quando o meu coração deixar de bater!

Até lá, vou «alimentando» e reforçando as minhas forças em ti, meu amigo, meu aliado, meu amante…. MAR!!!!

Marta Costa

Read Full Post »

VermelhoQue palavra mais feia…mas pior que a palavra, que o seu significado, é sentir essa dor.

A dor de ser traído por quem amamos, por quem nos entregamos, e principalente por quem sempre olhamos com uns olhos puros.

Mas tudo muda quando esta palavra aparece, e começa a fazer parte da nossa vida.

Traiçao…

Esta horrenda palavra pode entrar na vida de cada um de nós por várias vertentes: um amigo que traíu a nossa confiança, um familiar que nos traíu ao não nos ter contado algo, o nosso patrão que traíu-nos por nos ter prometido
algo por algo e no final não cumpriu com o que prometera… mas também pode aparecer-nos através da traição da pessoa amada.

Aí essa dor é imensa, pois essa pessoa para nós é alguém muito importante,  alguém que amamos, alguém a quem nós nos entregamos de corpo e alma, alguém que
nos identificamos, alguém a quem chamamos de «amor»… a nossa alma gémea.

Mas infelizmente quando isso acontece, o nosso mundo caí como um baralho de cartas.

Eu sempre respeitei o próximo, tanto amigos(as), como familiares, pessoas que cruzo na rua, colegas de trabalho… e principalmente sempre respeitei a pessoa a quem eu um dia decidi «entregar» e «dedicar» o que de mais valioso uma pessoa pode ter (entre outras coisas, claro)… o meu amor.

Nunca, em 22 anos de existência, eu nunca traí seja quem for, pois ficaria desolada se mo fizessem a mim…E aí a razão da existência da velha frase: «Não faças aos outros o que não gostarias que fizessem a ti.» Sempre levei isso a sério. Só é pena que neste mundo muitas pessoa não pensem desta maneira.

E não pensam pela simples razão, de que só pensam no seu umbigo e até chegam a passar por cima dos outros sem se importarem com essas pessos e com os seus sentimentos. Tudo em busca do seu bem-estar… os outros que se lixem.

Mas não devia ser assim.. Antes de qualquer acto as pessoas deveriam pensar.. pois depois pode ser tarde e o arrependimento de nada serve.

Mesmo que a vida esteja toda num caos, há que se pensar antes, pois nada justifica magoarmos os outros.. Nada mesmo!!!

Trair é uma das piores coisas que uma pessoa pode fazer a outra, é como apunhalar pelas costas, e não pensam que essa pessoa, que está a ser apunhalada, nada fez para merecer essa crueldade.

Porque trair? Porquê?

Se sempre se pode sentar num sitio calmo e ter horas de conversa para debater o que está mal, o que mudou,o que tem que mudar, o que pode ser melhorado…

Porquê essa atitude tão radical?

Se todos os caminhos levam a Roma, certamente há muitos caminhos para a Felicidade.

E trair não é o caminho certo, não é o caminho para a Felicidade…

Segundo vários psicólogos, uma pessoa que traí é uma pessoa que sofre de conflitos psicológicos, mas isso não é desculpa.

Não sou perfeita, ninguém o é, mas sei que esta palavra nunca entrará na minha vida, pelo menos nunca serei eu a plantá-la!

Marta Costa

Read Full Post »


Soneka & Farruska
Haverá coisa mais doce que a Natureza e os seu Animaizinhos?

Adoro os animais com todas as suas caracteristicas. São uns seres que me transmitem paz, alegria e felicidade!

Vê-los correr, saltar, brincar, a fazer traquinices… fico logo com um sorriso estampado na cara, de orelha a orelha!

E coelhos? Bem, são a minha perdição.

Tenho um casal de coelhos, o Soneka e a Farruska, e desde já vos digo que são uns amores.. nunca vi igual.

O Soneka é um completo mimalho e a Farruska é uma traquinas. São opostos um ao outro em feitio, mas dão-se lindamente.. Se calhar é verdade quando dizem qu, os opostos atraem-se..

E vocês peruntam-se: «Porque raio escolheu ela ter coelhos como animal de estimação?»

Eu respondo:

Na minha opinião os coelhos são animais que normalmente cativam as pessoas (e a mim) pelo seu focinho dócil, pêlo fofinho, rabinho “de pompom” e seu jeitinho calmo e dócil. As suas brincadeiras deixam-me com um sorriso de orelha a orelha. Cativam-me pois para mim os coelhos simbolizam a paz, a alegria e a felicidade.

Marta Costa

Read Full Post »