Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 17 de Abril, 2008

PoluiçãoEsse mal que nos atormenta todos os dias!

Desde que o Homem ganhou algum poder com as suas mãos, a Natureza, o Mundo e o Planeta, não teve mais descanso. E perdeu, desse modo, a sua saúdavel saúde.

O mais triste é que não há jeito de parar.

Toda a gente fala da poluição, dos males que existem e que são causadores da poluição, mas nem todos tomam atitudes para que isto mude.

E mesmo que tentem mudar o que de errado está, nada voltará a ser o que era, infelizmente.

Já lá vai o tempo em que ao viajarmos «mundo fora», podiamos apreciar as belas paisagens verdejantes, misturando a cidade com o campo, e deliciarmo-nos com o ar quase puro que nos rodeava…

Mas, as coisas mudaram, e ao fazermos as tais viagens de recreio, não deixamos de reparar nas, quase constantes, chaminés ao alto, a expelirem, sem qualquer vergonha, os seus gases que nos consomem o ar, e que o torna impróprio para consumo.

Poluíção que torna a beleza das cidades turva e que borrata quadros de pinturas de cidades.

Poluíção que faz esquecer aquelas belas fotografias da Natureza em que os animaizinhos e plantas dançavam juntos numa alegria que só eles entendiam.

É triste, mas é verdade…é uma realidade dura, que nos mata por dentro, e destroí o que de belo tinhamos, o nosso Planeta.

Talvez haja pessoas que não liguem muito a este tema, talvez porque pensem que já cá não estarão quando as coisas tomarem proporções catastróficas, que poderão colocar em risco a existência Humana.

Mas essas mesmas pessoas poderiam, pelo menos, pensar nos outors, nos próximos. Naqueles que ficarão cá, e naqueles que virão num tempo ainda por vir…

Se as coisas continuarem como hoje em dia, esses futuros habitantes do nosso planeta, terão uma vida horrenda, sem água, sem ar puro, sem animaizinhos, que sem culpa entrarão numa global extinção, sem vegetação.. ou seja.. sem Natureza em geral..

Isto é, se a raça Humana também não entrar em extinção!

É uma triste realidade que nos persegue todos os dias… até o dia em que seremos apanhados!

Marta Costa

Read Full Post »

Aniversário

AniversárioNo passado dia 14 de Abril foi o meu dia de aniversário.

Noutros tempos, quando eu era ainda uma criança, mal entrava o mês de Abril, ia fazendo a contagem dos dias, desejosa que o dia 14 chegasse.

Era um delírio a noite da véspera do meu aniversário, mal conseguia dormir, fruto da ansiedade que o sol raiasse para poder receber prendinhas de todos… era uma criança..

Mas os anos vão passando, e essa euforia vai-se dissipando.

Hoje em dia, já se torna num dia como os outros… apenas com a diferença da actualização automática da nossa idade.

Mas o mais gratificante é quando recebemos telefonemas, ou mensagens de email com os votos de parabéns..

De pessoas que nos rodeiam e que nos são queridas, como também, daquelas pessoas que um dia te ajudaram a construir a tua vida, daquelas pessoas que já não vês há muito tempo, daquelas pessoas que andaram contigo na escola e que, infelizmente, a vida e o tempo vos separou…

Em suma, aquelas pessoas que tu jamais imaginarias que se lembrariam que aquele era o teu dia…

Foi o que me aconteceu no passado dia 14 de Abril.. era o meu dia… igual aos outros, mas diferente, devido à «presença» daquelas pessoas que fizeram parte da minha vida e que se lembraram de mim..

A elas, agradeço pelo facto de querem partilhar comigo o dia em que eu nasci… Obrigada a todos por se lembrarem sempre de mim, mesmo que a distãncia nos separe!

E agradeço a ti, Mãe, por me teres dado a oportunidade de ver pela primeira vez a luz do dia.. Obrigada de coração por me teres dado vida…

Marta Costa

Read Full Post »