Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘liberdade’

bem-estarFeliz daquele que sabe o quer, sem se deixar levar pela «violência» das ofertas.

E daquele que sabe escolher o caminho correcto, em direcção ao que sonhou, e que sempre desejou, um dia, alcançar.

Nem toda a alma viva sabe, de bom modo, estar em harmonia e comunhão com tudo e com todos, e principalmente, consigo mesmo.

Mas, feliz é aquele, que constrói diariamente, luta a luta, o seu bem-estar pessoal e a sua harmonia espiritual.

No mundo de hoje, vão-se perdendo os sentidos do que é, na verdade, o bem-estar e a harmonia.

Muitos deixam-se levar pelas lamentações de que o dinheiro, que escasseia, lhes prejudica a vida, trazendo-lhes um mal-estar, e um desespero constante.

Um desespero que, em muitos casos, transforma-se em actos inconscientes de violência e de vandalismo. Tudo em nome daquele mal, a que muitos anseiam, gananciosamente, obter.  O dinheiro!

«Bem-estar», um motivo pelo qual muitos deixam de olhar a meios para atingir o dinheiro que, segundo eles, lhes trás o tal «bem-estar».

Mas, como designam eles, esse «bem-estar»?

O que é para eles o «bem-estar» na vida?

É terem dinheiro, para poderem exibir os seus bens materiais, de forma arrogante e imperiosa.

É gastar, esse mesmo dinheiro, em bens de segunda e terceira necessidades. (e alguns desses bens, nem à classe da «necessidade» pertencem.)

Dinheiro… dinheiro, e mais dinheiro!

Erradamente, vivemos com esta realidade, plena, de ganância e de materialismo.

Um erro, fatal, a que muitos se sujeitam, e que os leva pelo caminho do pecado e do abandono social.

Tudo isto, faz com que as suas almas e os seus espíritos, vivam num desesperante conflito interior.

O bem-estar, e a harmonia, não se conquistam através dos bens materiais, e afins, concedidos pelo dinheiro.

E, não são bens de posse material, mas sim de posse, interiormente, espiritual.

O bem-estar, é acordar todos os dias e olhar, com paz, para o mundo e para a vida.

É ajudar o próximo, sem esperar algo em troca, na esperança de dar um sorriso a quem mais precisa.

É conquistar o respeito dos outros, como também saber respeitar-se a si mesmo.

E, no fundo, é deitarmo-nos todas as noites, de consciência tranquila, após um dia de actos saudavelmente correctos e honestos..

Esse respeito é, simplesmente, o sinónimo de comunhão espiritual e de comunhão para com os outros.

O bem-estar, é um bem, meramente pessoal, do qual é preciso «trabalhar» continuamente, praticando o bem e actuando em conformidade, e virtude, com as coisas boas da vida, deixando o mal na parte de fora do seu «eu».

É saber «fechar a porta» ao mal, com as armas do bem!

Evitando, assim, que o que há de maligno na vida, seja eliminado pelo poder, infinito, do bem e dos actos praticados por ele.

Toda esta luta, comporta consigo troféus e virtudes para toda a nossa vida, e para a dos que nos rodeiam.

Como, também, gratifica-nos com a comunhão com Deus.

No final podemos, vitoriosamente, receber o que muitos anseiam alcançar, mas que poucos se esforçam para o conseguir.

O bem-estar pessoal e a harmonia espiritual!

Se, todos praticássemos os bons actos, para conquistar as coisas boas da vida, entraríamos rapidamente, na harmonia com vida.

Pois, desse modo, quando nos olhassemos ao espelho, veríamos no nosso reflexo uma pessoa, saudavelmente nova, por dentro e por fora.

O bem-estar é sentirmo-nos bem connosco mesmos, não pela aparência, mas pela pessoa que somos, e pelo que fazemos por nós, e pelos outros.

Ao vermo-nos dessa, honrada e maravilhosa, maneira podemos então entrar no nosso mais intimo ser, e encontrar a Paz e a harmonia espiritual, que sempre desejamos encontrar.

Deus disse um dia:

«Amais-vos uns aos outros…(..) Só assim, entrais no reino de Deus…»

Isto só é possível se, primeiramente, amarmo-nos a nós mesmos, como seres mortais, pelos nossos actos mas também pelo que somos, e não pelo que possuímos.

Partindo daí, podemos ter, finalmente, a liberdade de amar o próximo, tal como Deus ama cada um de nós.

Este quadro de afectividade e amor, leva a uma purificação do nosso ser, e a uma harmonia plena com Deus e com o mundo.

Em suma, se todos pintássemos este magnifico quadro, em nossas vidas, viveríamos em Paz connosco e com os outros, reflectindo essa mesma Paz e harmonia ao mundo!

Pensem nisto, vale bem a pena, pois nunca é tarde para mudar!

Marta Costa

Anúncios

Read Full Post »

Há alturas da nossa vida que gostariamos de partilhar mais com os nossos pais as nossas coisas, mas a vida nem sempre nos dá o tempo necessário para podermos fazer  tudo aquilo que desejariamos.
 
Durante a nossa adolescência eles vão-nos dando uma certa liberdade, para que possamos conhecer o mundo e enfrentar o que ele nos reserva.

E aí, sempre tentamos portar-nos bem, como filhos exemplares. Tudo graças a eles, que sempre nos deram uma educação invejável.

E, desejamos um dia ser iguais a eles perante os nossos filhos, pois aprendemos com eles, como dar a melhor educação. E, igualmente, desejamos fazer os nossos filhos tão felizes quanto eles nos fizeram!
 
Em certos momentos da nossa vida, especialmente naqueles em que estamos tristes, recordamos, saudosamente, quando eramos crianças. Quando nos sentiamos protegidos nos braços dos nossos pais.

Quando mais precisavamos, eles estavam lá.. sempre lá.

E aí, olhamos para o que somos hoje, e lembramo-nos que devemos isso a eles, aos nossos pais.

E porque não, num momento qualquer, sem hora e local marcado, tomarmos a iniciativa de agradecer aos nossos pais o que eles por nós fizeram..

Agradecer, de coração, por serem quem são, e pelo que fizeram por nós, e principalmente, pelo que fizeram de nós!

Sem vergonha alguma, dizer-lhes que temos muito orgulho nos pais que temos, que estaremos eternamente gratos por tudo o que fizeram e têm feito por nós!

Agradecer pela educação que nos deram, pelo tecto que nos abriga ou abrigou, e por serem nossos amigos.

Gratificar-lhes,  pelas prendas que nos deram, pelas brincadeiras, por tudo que fizeram para que nada nos faltasse.

Agradecer, igualmente, pelos castigos, quando estavamos  errados, e por nos mostrarem o caminho do que é certo.

Agradecer  pelas vezes que tiveram que abdicar dos seus sonhos para que pudessemos realizar os nossos.
 
Em suma. Agradecer-lhes por existirem, por serem nossos pais.

E, dizer-lhes, que com o orgulho estampado no nosso rosto, falamos deles às outras pessoas, e podemos dizer, de coração, que os nossos pais são uns seres maravilhosos, que nos ensinaram muito sobre a dignidade e a honestidade..

Não esperemos por essa oportunidade, pois somos nós quem criamos as oportunidades!

Eu, agradeço aos meus, por tudo que fizeram por mim, e pelo que sou hoje!

Estou-lhes eternamente grata!

Amo, de coração, as duas pessoas que me deram vida.. os meus pais!

Marta Costa

Read Full Post »

amigoAlém dos animaizinhos, existem pessoas a quem podemos dedicar a nossa amizade.

Mesm o que essas pessoas sejam uma minoria, há sempre alguém que preenche, no seu significado mais puro, a palavra «amigo».

Amigo é alguém a quem abrimos o livro da nossa vida, e quem nos ajuda a escrever nas suas páginas. Sempre que encontramos um verdadeiro amigo, estamos a descobrir mais um pedaço de nós.

Amigo é aquele que nos dá o abrigo do seu ombro sempre que algo nos deixa triste.

Amigo é aquele que nos guia pela vida, a nossa bússola.

Amigo é aquele que te compreende mesmo quando não nos compreendemos a nós próprios.

Amigo é aquele que caminha ao nosso lado, e quando entramos em caminhos errados, logo nos dará as coordenadas dos desvios para o caminho certo.

Amigo é aquele a quem podemos contar um segredo.

Amigo é aquele bebe a lágrima que nos teima em cair.

Amigo é aquele que nos dá um sorriso quando mais precisamos.

(…)

Amigo é uma imensidão de coisas boas.

E eu encontrei essa pessoa, a quem posso chamar «Amigo» com «A» maiúsculo!!!

Conheci-o num sitio igual aos outros mas com pessoas diferentes, ele mesmo era diferente. Destacava-se no meio daquela gente toda.

Ele é um ser excepcional, com infinitas qualidades. Também tem defeitos, como todo o ser humano, mas esses contam-se pelos dedos, ao contrário das suas qualidades.

Honestamente, nunca tinha conhecido alguém assim, com uma alma tão pura e um coração tão nobre.

Ele é uma presença constante na minha vida, tanto nos bons momentos como nos maus. Está sempre pronto a ajudar-me e a quem mais precisar, e sempre sem pedir nada em troca.

Tem uma alma tão pura que deixa transparecer a sua sensibilidade, e um coração tão grandioso que continua a estender a mão àqueles que, outrora, já o fizeram sofrer.

Gosta de ajudar as pessoas mesmo que seja algo não tão fácil de o fazer, mas sei que faz tudo, e dá tudo dele, para conseguir devolver o sorriso a quem lhe pede a mão.

Sempre que alguém teima em chorar, ele teima ainda mais em devolver um sorriso! Vendo as pessoas bem, ele também fica bem.

Tal como eu, ele adora os animais, e tudo o que lhes pertence, a Natureza.

Leva a vida com uns dos lemas mais importante, honestidade e respeito pelos outros, sabe respeitar os outros e tratá-los sempre com honestidade.

É um ser muito inteligente e tem muitas capacidades artisticas, pois mesmo ele faz a sua vida, e por conseguinte a dos que o rodeiam, uma bela obra de arte.

Identifico-me em muitas coisas com o meu Amigo, e posso até dizer que descobri um lado em mim, que jamais alguém consegui despertar-me a simples curiosidade de descobrir.

O pouco que ainda conheço deste meu Amigo, posso dizer, ou melhor, afirmar, que ele é um ser sem comparação, alguém que nasceu para ser feliz e consegue, com um simples gesto fazer os outros felizes. Pois ele consegue-o bem, sem esforço maior!

Se me pedissem para o identificar num animalzinho, eu responderia sem qualquer duvida, ou hesitação, que o compraria com uma ave, seja qual for a espécie, pois ele tem características de um pouco de cada uma delas.

Mas tem características princípais que me levam a «igualá-lo» a uma ave, tais como;

A sua vontade de vencer qualquer obstáculo, tal como as aves tentam sempre vencer os seus predadores;

A sua capacidade de lutar contra o que lhe poderá prejudicar a Felicidade, tal como as aves lutam contra os ventos para conseguirem continuar sempre pelo caminho da felicidade;

O seu gosto pela liberdade e independência, tal como as aves só poderão viver e serem felizes se sentirem sempre o sabor da liberdade;

O seu gosto de olhar o mundo e as pessoas sempre de um ângulo diferente, o do positivo, tal como as aves olham o mundo e as pessoas lá de cima, certamente têm uma visão mais privilegiada que nós;

E também pelo seu gosto em estar sempre por perto dos seus, evitando assim a solidão e vivendo na felicidade, tal como as aves gostam, e andam, sempre em bando, jamais se separariam pois isso seria a sua desorientação.

Aqui deixei-vos um pouco da pessoa a quem eu tenho o orgulho de chamar «Amigo», vou guardar o resto da sua pesonalidade para mim, senão, caros leitores, vocês faziam questão em conhecer este meu Amigo, e isso não… Quero-o só para mim… ( 🙂 )

Aproveito desde já para te dizer, a ti Amigo, que sei que virás visistar o meu Cais, que estou muito orgulhosa com o facto de os caminhos das nossas vidas se terem cruzado, e por aceitares caminhar nesta vida do meu lado.

A ti dedico este artigo para que saibas que és o meu melhor e verdadeiro »Amigo», o meu porto de abrigo mais seguro!

Obrigado por tudo e faço votos que continues assim pois és um ser inagualável e cheio de coisas boas que outros, certamente, invejariam ser como tu e ter um Amigo como tu!

Da tua Amiga, não de sempre, mas para todo o sempre,

Marta Costa

Read Full Post »