Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘problemas’

festasDia após dia, vai-se aproximando, a passos largos, os tão desejados dias!

Desejados por uns, e menos importante para outros.

 

Contudo, é bem esperado por todas as crianças.

Com a sua chegada, a azáfama vai crescendo na vida de cada um, ao vermos centenas de pessoas, em correrias sem fim, de um lado para o outro, com os seus pensamentos entregues a milhares de coisas.

A alegria mistura-se com o ar frio do Inverno, e que faz adivinhar a época que nos espera.

O Natal!

É uma época que só nos visita uma vez em cada ano, e que nos acompanha por apenas poucos dias. Uma época que apesar de ser de curta duração, tem uma enorme influência em cada um de nós.

Vivemos cada momento, desses curtos dias, com o coração preenchido de alegria, bondade e fraternidade.

Todos estes sentimentos, ironicamente adormecidos ao longo do ano, resultam da união de muitas famílias que, anseiam satisfazer os mais desejados desejos de cada membro da família.

Famílias e famílias unidas, saboreiam as comidas características desta época, e deliciam-se com os olhares e sorrisos de felicidade das criancinhas, ao verem o seu pequeno  mas grande desejo, a ser realizado por alguém que desconhecem, mas do qual os contos e histórias, teimam em mantê-lo na mente de cada criança.

Que quadro Natalício mais bonito de se ver!

No entanto, e apesar desta aparente felicidade, esta época não é tão desejada para muitas outras pessoas. Isto tudo, originado por diversos e variadissímos motivos, dos quais torna esta época contraditória no seu sentido completo.

Infelizmente, a cada passagem da minha vida, vou confirmando essa contradição. Vou olhando para esta época com uma visão muito diferente da que tinha no passado.

Antigamente, eu era uma dessas pessoas que ansiava, receber de braços abertos, a chegada do Natal. Pois sabia que durante esses dias, toda a gente andava de coração aberto uns para os outros.

As famílias reuniam-se em amor, fraternidade e em plena comunhão.

O mais importante, naquele tempo, era dedicar aquela época à família e não aos bens materiais, como hoje.

Toda esta época festiva, hoje em dia, é envolvida pelo consumismo.

Durante  o ano que antecede o Natal, é vivido entre o stress, o descontentamento e as crises. E, tudo isto é vivido com o esquecimento do que é realmente o significado de «família» e da união famíliar.

Mas, como num toque de magia, todos estes problemas são esquecidos, dando lugar ao consumismo e ao gasto do dinheiro, que outrora tivera sido «chorado» e tão desejado.

Isto é um erro comum, pois o mais importante era que se entendesse,  o mais digno  significado do Natal.

O Natal é a celebração do nascimento de Jesus Cristo, e essa celebração deveria ser feita em família e com o amor no seu auge.

Pois Deus disse para nos amar-mos uns aos outros, como se fazia antigamente, e não, para nos ofertar-mos uns aos outros, como nos tempos de hoje.

O que deveria ser mais realçado nesta época, não é o quanto podemos gastar, mas sim o quanto podemos amar e o que podemos criar com esse amor.

Ao longo destes dias somos bombardeados com campanhas disto e daquilo, com acções de bondade de mais aquilo, etc, para ajudarmos criancinhas sem família, para ajudarmos igualmente os idosos, pobres e sem-abrigo.

Fazem um rol de boas acções, só porque é Natal!

As boas acções, em nome de quem mais precisa, deveriam ser feitas ao longo do ano, e não somente nesta época, só porque é Natal.

E depois? Quando passar esta época, o que se vai seguir?

O mesmo de sempre, e será sempre assim, infelizmente.

Ao longo do ano seguinte tudo volta à normalidade,  e são esquecidas todas as pessoas que, infelizmente, pouco ou nada têm e que vão lutando sem que ninguém as ampare.

Tudo isto torna esta época um pouco artificial, tamanha é a ligação ao consumismo.

Deveríamos pensar nas boas acções como um hábito de vida, e igualmente, em termos um coração puro e honesto durante todos os dias da nossa vida, e não somente quando há motivo de festejar alguma coisa.

Bem, o Natal está mesmo à porta!

Espero que cada um de vocês o receba de braços abertos, e «o usem» para reflectirem no vosso ano passado e nas vossas acções. Para que quando chegar o ano novo, comecem com o pé direito, e que os vossos corações se encham de honestidade e bondade para com todos.

Só assim é possível alcançar a mais verdadeira Felicidade.

E desse modo, cria-se a globalização da Felicidade.

Um bem-haja para todos e sejam felizes!

Até para o ano, se Deus quiser.

Marta Costa

Anúncios

Read Full Post »

Ao longo da nossa vida vamo-nos deparando com situações de carácteres dferentes.

Num dia vivemos em plena alegria, que chegamos a pensar que foi o melhor dia das nossas vidas. Esquecemos de tudo, dos nosso problemas e preocupações, vivendo em harmonia com tudo e com todos. Até chegamos ao ponto de olhar o mundo com outros olhos, os do optimismo.

Tudo parece replecto de felicidade e paz, e achamos que, finalmente, estamos a alcançar tudo aquilo que desejamos. Olhamos aos céus e agradecemos-Lhe por tudo de bom que nos está a acontecer.

Mas, logo de seguida, num outro dia da nossa vida, parece que o mundo, tudo e todos, caem sobre nós.

Aparecem-nos problemas, obstáculos, preocupações, desilusões, etc.. E somos invadidos por uma tristeza que não sabemos se a vamos suportar e como a conseguiremos suportar.  Aí, olhamos novamente para os céus, mas desta vez num pedido de auxilio e força, para aguentar e suporar tudo o que teima em colocar-nos em baixo.

Nessa fase da nossa vida, esquecemos-nos dos momentos bons que outrora passamos, e como num acto de desistència, desejamos desaparecer da face da Terra, como solução mais simples e rápida de ultrapassar e resolver os problemas.

Procuramos ajuda em coisas, em pessoas, refugiamo-nos em vicios, em medicamentos. Vale tudo nestes momentos.

Erro comum, não paramos, nem um segundo, para pensar.

Se assim o fizessemos, compreenderiamos que, se foi criado um problema, é porque com ele também foi criada uma solução. Mas, cabe a nós descobrir e desvendar essa solução.

Se nasceu ou cesceu um obstáculo, é porque há uma maneira de o derrubar ou ultrapassar. Mais uma vez, cabe a nós descobrir essas maneiras de conseguir.

Entre outras coisas que nos atormentam.

Lembrem-se que, se há um problema, há uma solução!

Contudo, esquecemos-nos de pedir ajuda e força a um ser maravilhoso que tem um poder que é capaz de tudo e que tem uma força inabalável.

Falo-vos, de um ser que bem conhecemos, e que está sempre connosco em todos os momentos da nossa vida.. Esse ser são vocês mesmos, nós próprios.

Sim!
 
Cada um de nós tem um poder e força que teimamos em guardar no nosso intimo.

E porque não usar-mos esse pode e força?

Se existe, é para ser usado.

O poder que vos falo e que vive em nós, é o poder da nossa mente. Nada é mais forte do que aquilo que a nossa mente pode.

Esse poder pode ser usado e tanto em aspectos positivos como negativos.

No campo do negativismo, as coisas acontecem o oposto ao que desejamos, ou seja, se tememos algo de mal e teimamos em pensar que esse algo nos possa acontecer, a nossa mente recebe essa mensagem e involuntáriamente, realiza o que menos desejavamos. A culpa não é da nossa mente, ela só se resume a fazer aquilo que mais pensamos e desejamos.

Caso acontece, quando desejamos algo de mal a alguém, esse mal acaba também por cair sobre nós.

Mas deixemos as coisa más e falaremos de coisas boas e que nos fazem realmente felizes.

Tudo o que desejamos ultrapassar e superar, é possivel! Se acreditarmos com Fé, que vamos ultrpassar e superar. Só a fé é capaz de desturir tudo aquilo  que nos tenta derrubar.

Se desejamos algo, atingir certos objectivos na nossa vida, será possivel. Mas somente se acreditarmos com Fé na nossa mente e que o que mais desejamos será atingido e realizado.

Se temos problemas, preocupações, etc, não vale desanimar e baixar os braços.

Como já vos disse, para todos os problemas há uma solução, e essa solução está na nossa mente, e no poder que ela tem, juntamente com a fé. Nada é possivel nesta vida sem a Fé.

Por isso, nos momentos maus das nossas vidas, vamos parar e pensar. Relaxar e falar silenciosamente, num acto de meditação, para nós mesmos.

Aí, vamos fomentar a nossa fé e acreditar que somos capazes disto e daquilo, que vamos conseguir algo, que vamos conseguir libertarmo-nos de algo, entre outras coisas.

Acreditar na nossa mente e no seu poder, é acreditar em nós, é criar a nossa força que nos levará a bom porto e ditará a nossa vitória.

Vamos lutar pela nossa felicidade e descobrir o que de bom a vida nos reserva. Para isso, temos que olhar os nossos problemas como algo temporário e algo  derrubável.

Tudo isto, graças a nós, à nossa mente e ao seu poder. Mas, só conseguirão usar esse poder se tiverem fé, a verdadeira e plena fé!

Lembrem-se;

«Tudo aquilo que somos, é o reflexo da nossa mente

Lauro Trevisan

Marta Costa

Read Full Post »

existenciaSempre nos fizeram acreditar  que cada um de nós tem, algures, um livro divino.

Livro esse que nunca ninguém o viu, mas que dizem conter o nosso destino, o destino de cada um de nós.
Verdade, ou inverdade, não sei…

Contudo, acredito no destino, embora também acredite que cada um tem o poder, mental ou físico, de mudar ou alterar algo, no tal destino, escrito no nosso livro.

Existimos para dar continuidade a um nome, a um mundo, a um sitio, a um lugar e a algo.

Mas porque tem que ser a nossa existência tão sofrida?

Dizem que quando Deus fecha uma porta, abre de seguida uma janela.. Bem, tem alturas que parece que Ele se esquece de abrir a tal janela.

No entanto, uma vida sem obstáculos, sem dificuldades, sem problemas, perderia a sua piada, e as coisas perderiam o seu valor.

É uma verdade, pois sempre que algo teima em se colocar no nosso caminho, obriga-nos a lutar, a superar esse mesmo algo.. E, no final, a vitória tem um sabor, que só quem sabe vencer, o sabe saborear. Desse modo, as coisas têm muito mais valor, pois foram conquistadas com o nosso esforço, dedicação e luta.

Mas, porque temos que ter tantas dificuldades na nossa vida, porque a nossa existência tem que ser feita de luta após luta?

Para que possamos dar o valor à vida e às pessoas.. Valor a nós mesmos, como lutadores e vencedores desta vida. Para, que, ao nascer de um novo dia, possamos abrir os olhos e dizer para nós próprios…

«Sobrevivi a mais um dia, e estou pronto para um novo dia de «luta».»

Não devemos deixar que a nossa existência passe despercebida.. Pois, os grandes heróis não são aqueles que aparecem  todos os dias na televisão, aos que chamamos de «famosos», pois para esses a vida é toda comprada, ou seja, não dão o valor certo à vida e ao que possuem..

Heróis são aqueles que, não sendo famosos, lutam diariamente por uma vida digna, por alguém ou por algo..

Mas lutam até ao fim.. sempre com uma força de vontade de vencer, tão grandiosa, que nada nem ninguém poderá fazer frente. Esses sim, são os heróis da vida!

Tem alturas, que nem as nossas prórpias forças nos servem de ajuda para lutar e levantar a cabeça às dificuldades..

E aí, elevamos os olhos ao céu e perguntamos…

«Porque existo?»

«O que fiz eu para ter que sofrer desalmadamente e lutar tanto nesta vida?»

«Porque respiro, se poderia dar o ar que consumo a quem mais precisa?»

« Porque vivo, se poderia dar o meu lugar de vida a quem vê a sua a chegar ao fim?»

« Porque vejo, se poderia dar os meus olhos a quem deseja ver a luz do sol e as cores da vida?»

Perguntas desesperantes provenientes de um momento desesperante da nossa vida! Momento esse em que somos obrigados a lutar ainda mais, mais do que estamos acostumados, momento em que quase desistimos de tudo.

Momento real, mas de palavras irreais.. Pois nada nem ninguém nos poderá derrotar ou recuar na nossa luta.. Porque a nossa força é de uma imensidão que nem nós sabemos o seu limite..

Devemos  sim, usá-la até que a nossa vitória seja consagrada… Lutar é algo que quando aprendemos, devemos e temos, que colocar sempre em prática, para que a nossa existência seja lembrada e honrada por aqueles que nos recordarão.

Nada é fácil, a vida não é fácil, mas lutar é algo que está em nós, basta ter força de vontade de vencer sempre, ao longo da nossa existência.. Para que, no final, essa mesma existência seja bela e com valor..
que pertence a alguém, que nunca desistiu e que fez da vida uma luta constante por algo… Por uma vida de Felicidade plena de dignidade!

E lembrem-se:

«Nada é permanente nesse mundo cruel.Nem mesmo os nossos problemas» Charles Chaplin

«Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar
a vida com paixão, perder
com classe e vencer com ousadia,
pois o triunfo pertence a quem se atreve…
A vida é «muita» para ser
insignificante.»
Charles Chaplin

Marta Costa

Read Full Post »

féDurante a nossa existência neste pequeno mundo, as nossas vidas sofrem variações entre os bom e mau.. Todos nós temos momentos bons, como também temos os nossos momentos maus.

É um ciclo, pois agora podemos estar na fase dos momentos bons, como a seguir passamos pelos maus, e vice-versa, e será sempre assim… Nada é constante!

Há inumeras pessoas que quando se vêm nos seus momentos menos bons, ou seja, os maus momentos, deixam-se abater totalmente e andam pelos cantos sofredoras e sempre a choramingar pelo que lhes está a acontecer… algumas até chegam a perder a cabeça e acabam por piorar as situações, ou até mesmo, acabam por fazer asneiras.

E nessa altura eu pergunto:

«Onde está a vossa Fé?»

Sim, a Fé!

Fé em vocês próprios, como seres ditos humanos,

Fé nas vossas capacidades lutadoras,

Fé na melhoria das vossas vidas,

Fé nos dias bons que certamente se avizinham,

Fé que o que está de mal se irá embora,

Fé…

Fé…

Fé…

Fé em Deus!!!

Para ter um pouco de Fé não implica que se tenha de acreditar em Deus, nos anjos e Arcanjos… Não!

Mas a verdade é que quando algo de mal atormenta as vossas vidas, mesmo não sendo crentes em Deus, anjos, …, vocês acabam por rezar aos céus para que as coisas se resolvam. Será que é só nesses momento que vocês se lembram Deles? E que fazem para resolver o que vos atormenta? Pois, quase ou mesmo nada, e esperam que eles vos resolvam os problemas.

Não é a escolha certa, pois para termos os nossos direitos há que cumprir igualmente com as nossas obrigações.

E porque não, começar por criar a Fé em nós?

Para criar um pouco de Fé dentro de nós, há que se ter, primeiramente, Fé em nós próprios e naquilo que somos capazes. Acredito cegamente que é a Fé que cria as nossas capacidades!

Para vencermos tudo o que, teimosamente, se tenta atravessar no nosso caminho e que tenta travar-nos os passos da nossa caminhada pela vida, temos que estar munidos, primeiramente, de positividade, pois só assim é que é possivel conseguir  a Fé.

Como se costuma dizer «a Fé move montanhas», e para isso acontecer há que se ter o pensamento positivo de que as montanhas que se atravessaram no nosso caminho são possíveis de serem movidas. Daí a Fé estar sempre ligada com a Positividade!

Pois se não pensarmos, positivamente, que conseguimos mover as tais montanhas, de nada nos serve ter Fé.

Tal como cada um de nós tem o seu/sua melhor amigo/a, a Fé tem como melhor amiga a Positividade. Caso contrário, não seria possivel haver Fé sem os pensamentos positivos.

Ter Fé dá-nos poder nas nossas vidas, pois Ela mesma tem poderes em nós!

Lembrem-se, caros amigos, para movermos as montanhas (resistências, maldades, desgostos, problemas,etc) que encontramos no nosso caminho, há que ter Fé, no seu sentido completo!

Tenham Fé na Felicidade, e sejam felizes, isso só depende de vocês!!!

Marta Costa

Read Full Post »